Importância dos laboratórios regionais de próteses dentárias

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Ministério da Saúde dispõe verbas para estabelecimentos que produzem próteses dentárias

Investir em saúde bucal, com a criação de estabelecimentos como os laboratórios regionais de próteses dentárias, é uma iniciativa do governo extremamente necessária.

Contar com laboratórios regionais de próteses dentárias alavanca a saúde bucal das pessoas que vivem em sua região!

Os laboratórios regionais de próteses dentárias são financiados pelo Ministérios da Saúde para facilitar a produção e distribuição de próteses dentárias.

O LRPD é um estabelecimento responsável por realizar o serviço de prótese dentária total, prótese dentária parcial removível, prótese coronária ou intrarradiculares e fixas ou adesivas.

O credenciamento de laboratórios regionais de próteses dentárias é aberto para qualquer município com base populacional. Não existe restrição quanto a natureza jurídica do estabelecimento.

Isso significa que a Secretaria Municipal ou Estadual de Saúde tem como opção a criação de um estabelecimento próprio (público) ou contratação da prestação de serviço (privado).

Ainda, o LRPD pode ser um estabelecimento único ou atuar em conjunto com outros estabelecimentos de saúde. Exemplos são um Centro de Especialidade Odontológicas ou uma Unidade Básica de Saúde.

O recurso mensal disponibilizado pelo Ministério da Saúde para cada uma dessas unidades vai variar de acordo com a linha de produção. Desse modo, é seguida a seguinte lista:

  • Para a produção entre 20 e 50 próteses por mês, recebe-se R$ 7.500,00;
  • Para a produção entre 51 e 80 próteses por mês, recebe-se R$ 12.000,00;
  • Para a produção entre 81 e 120 próteses por mês, recebe-se R$ 18.000,00;
  • Para acima de 120 próteses por mês, recebe-se R$ 22.500,00.

Importância da prótese dentária

A criação do sistema de financiamento do LRPD advém justamente do aumento da procura por próteses dentárias por parte da população.

Próteses dentárias são dispositivos utilizados para substituir dentes ausentes. Entre suas principais vantagens, elas oferecem aparência natural e conforto para os pacientes que as suam.

Além disso, as próteses dentárias podem ser organizadas em dois grandes grupos: o das próteses totais e o das parciais, que podem ser fixas ou removíveis.

Principais grupos de prótese dental

  • Prótese total removível: esse tipo de prótese é indicado para os casos em que o paciente perdeu todos ou a maior parte dos dentes. Dessa maneira, a estrutura móvel formada por dentes de acrílico substituem a arcada dentária original do paciente por completo;
  • Prótese parcial removível (PPR Roach): recomendada em casos nos quais o paciente ainda conta com dentes em sua arcada dentária. Isso porque sua instalação é feita a base de conectores e grampos. Além de garantir sua segurança, eles também tornam desnecessário o desgaste dos dentes remanescentes;
  • Prótese Fixa: utilizada para suprir a falta de um ou poucos dentes. Em casos onde é necessário fazer canal, é cimentada uma prótese unitária em cima da região do tratamento. O desgaste dentário também pode ser feito para acoplamentos da prótese de cerâmica no local;
  • Prótese flexível: esse tipo de prótese surgiu como uma alternativa às tradicionais próteses removíveis. Ela se utiliza de uma resina flexível. Por isso, não existe mais a necessidade de grampos e estruturas comuns às próteses tradicionais. Em geral, esse tipo de prótese é recomendada para pacientes idosos ou em casos de próteses provisórias.

As próteses elevam a qualidade de vida e a autoestima dos pacientes que, por algum motivo, perderam seus dentes originais.

Por isso, a existência dos laboratórios regionais de próteses dentárias se tornou um serviço fundamental para a saúde do brasileiro.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!